Projeto de Ar Condicionado: por que fazer?

Muito se fala sobre a importância de se ter um PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) do sistema de ar condicionado, principalmente após a obrigatoriedade da implantação do mesmo pela Lei Nº 13.589 de 04 de janeiro de 2018 em todos os edifícios de uso público e coletivo que possuem ambientes climatizados. Porém, hoje falaremos sobre uma questão anterior a essa. Atualmente seus principais fatores podem passar despercebidos por ser uma questão já difundida e quase automática, mas afinal, você sabe por que fazer um projeto de ar condicionado?


Por que devo climatizar meu ambiente?

A instalação de um equipamento de ar condicionado num ambiente tem como objetivo controlar a temperatura, a umidade, a movimentação, a renovação e a qualidade do ar do ambiente. A NR 17 (Norma Regulamentadora relativa à segurança e medicina do trabalho que trata de Ergonomia) e a NBR 16401-2:2008 tratam dos parâmetros de conforto térmico, sendo eles: pureza, temperatura, velocidade e umidade relativa do ar no ambiente.

A RE nº9 (Orientação Técnica sobre padrões referenciais de qualidade do ar interior em ambientes climatizados artificialmente de uso público e coletivo) e a NBR 16401-3:2008 tratam dos parâmetros para qualidade do ar interior. Ou seja, com a instalação de um sistema eficiente de condicionamento de ar pode-se garantir um conforto térmico e qualidade do ar para usuários do ambiente.

Para alcançar essa eficiência, é necessária uma combinação de 3 trabalhos bem feitos: projeto, instalação e manutenção do sistema de ar condicionado.


O projeto de ar condicionado

O projeto é parte essencial, pois é onde nasce toda a ideia e são resolvidos os problemas. Com um bom projeto de ar condicionado você garante que todas as especificidades do seu ambiente foram estudadas e os parâmetros de conforto e qualidade do ar serão atendidos. A NBR 16401-1:2008 especifica como eles devem ser feitos:

  • Concepção inicial da instalação: onde o projetista deve entender as necessidades que precisam ser atendidas e coletar os dados necessários.
  • Definição das instalações: onde são feitos os cálculos de carga térmica, seleção dos equipamentos, dimensionamento de redes de dutos e tubulações e etc
  • Detalhamento de projeto: onde são feitas as representações finais das informações técnicas da instalação. A documentação final passa, no mínimo, pela apresentação das plantas contendo todas as informações necessárias para instalação e compreensão do projeto com detalhes construtivos e tabelas quantitativas, memorial descritivo do projeto, cálculo de carga térmica e ART do responsável pelo projeto.

Palavras finais

É importante escolher criteriosamente o responsável pelo projeto! (O preço de contratação vai variar pela complexidade do projeto, mas é importante também avaliar o histórico do projetista para fazer sua escolha). A equipe de engenharia da AR PLAC tem um vasto conhecimento em projetos de sistemas de ar condicionado, exaustão de cozinhas e ventilação e pode te ajudar. Entre em contato para conhecer o nosso portfólio!

Compartilhar esta publicação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on print

Outras Postagens

Projeto de Ar Condicionado: por que fazer?
Projetos

Projeto de Ar Condicionado: por que fazer?

Muito se fala sobre a importância de se ter um PMOC (Plano de Manutenção, Operação e Controle) do sistema de ar condicionado, principalmente após a

Poluição do ar interno no inverno
Qualidade do Ar

Qualidade do ar no inverno

Você sabia que no inverno o ar de dentro da sua casa pode estar mais poluído que o de fora? Em entrevista ao programa Viver

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos prontos e você?

A Ar Plac atende com excelência desde 1989. Conte com nossa experiência e competência!