Orientações para uso do ar condicionado em edificações durante a pandemia do COVID-19

Muito se tem especulado sobre o uso do ar condicionado durante a pandemia do novo coronavírus, sendo até considerado como vilão pela possibilidade em espalhar ainda mais o vírus em ambientes internos. Porém, segundo a REHVA (Federation of European Heating, Ventilation and Air Conditioning Associations), ele pode ser um grande aliado.

O contágio do COVID-19 pode ser dado em três estágios: por contato, por gotículas ou partículas em suspensão, sendo que, segundo Manuel Gameiro da Silva, vice-presidente da REHVA, de 40% a 60% da contaminação têm ocorrido a partir de partículas em suspensão. Para ele, a distância de segurança de 2 metros entre as pessoas que vem sendo sugerida é considerada duvidosa por conta da distância em que partículas do vírus podem percorrer em suspensão no ar.

Ainda segundo Gameiro, a carga viral é em princípio proporcional à dimensão das gotas ou gotículas. Portanto, reduzir a concentração dessas gotículas em suspensão no ar por meio de diluição em ar novo fornecido pelo processo de ventilação é uma estratégia para diminuir a possibilidade de transmissão do vírus.

Portanto, o ar condicionado operando com 100% de ar externo passa a ser um aliado ao combate da transmissão do novo coronavírus. A REHVA possui algumas indicações para o melhor funcionamento do sistema, veremos elas a seguir.


O que deve ser feito?

  • O sistema de ventilação não deve ser desligado em momento algum (para edificações ocupadas). Durante a noite e aos finais de semana a velocidade pode ser reduzida, porém deve voltar para a velocidade nominal duas horas antes do início da ocupação diária e ser mantida até duas horas do final do uso.

  • Nos ambientes que tiverem janelas, devemos mantê-las abertas em conjunto com o uso da ventilação mecânica para aumentar a renovação do ar.

  • Em banheiros, é recomendado que as janelas sejam mantidas fechadas para garantir a direção correta da exaustão, sendo que esta exaustão deve ser mantida 24 horas por dia, todos os dias da semana.

  • Não é necessário alterar os pontos de ajuste de aquecimento, resfriamento e umidificação e as medidas de manutenção e substituição de filtros devem ser mantidas conforme o PMOC – Plano de Manutenção, Operação e Controle, sendo observadas as medidas de proteção comuns incluindo proteção respiratória para os responsáveis pela manutenção dos equipamentos.

  • A ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento) indica o uso de máscaras e luvas e a REHVA acrescenta o uso de viseiras como medida importante para proteção à contaminação. A Associação Brasileira reitera a importância de manter as ações previstas no PMOC para contribuir na melhoria do ar respirado em ambientes climatizados.

  • Para edificações não ocupadas, é importante manter o funcionamento do ar condicionado ocasionalmente para evitar a proliferação de bactérias e fungos no sistema. Na retomada da ocupação, deve ser feita uma limpeza e manutenção criteriosa de todo o sistema.

É importante relembrar a orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde) para que não sejam feitas reuniões presenciais para evitar aglomerações enquanto se mantiver a crise pandêmica, mas caso haja a necessidade de sair de casa, em locais públicos, a orientação de Manuel Gameiro é utilizar máscara e viseira para proteger as vias aéreas.

Por fim, o vice-presidente da REHVA ressaltou em um seminário com especialistas da China e Europa ocorrido no dia 08/04 que os ambientes internos com ocupação humana devem ser ventilados exclusivamente com ar externo para diminuir a concentração do vírus. Para seguir estas orientações em edificações, é necessário fechar os dampers reguladores de vazão de ar de retorno e abrir completamente os de ar externo.


Palavras finais

A missão da Ar Plac é garantir a segurança, a saúde e o conforto de todos os brasileiros em ambientes internos. Somos especialistas apaixonados pelo que fazemos e estamos desde 1989 cuidando do ar que você e a sua família respiram. Conte conosco para mais orientações durante e após a pandemia do COVID-19. Juntos superaremos este grande desafio.


Compartilhar esta publicação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email
Share on whatsapp
Share on print

Outras Postagens

Inspeção no sistema de exaustão
Auditoria

A inspeção no sistema de exaustão

Por que inspecionar? A inspeção no sistema de exaustão de cozinhas profissionais é primordial para que seja garantida a segurança do ambiente como um todo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos prontos e você?

A Ar Plac atende com excelência desde 1989. Conte com nossa experiência e competência!